Adicionado por em 2013-06-22

Cumprindo uma decisão Judicial a TelexFree esta temporariamente obrigada a parar suas atividades. As novas adesões e o pagamento aos divulgadores estão suspensos até que a decisão judicial proferida pelo juiza de Direito Thais Queiroz seja derrubada.

O corpo jurídico da TelexFree já esta tomando as medidas cabíveis para normalizar o serviço, acreditamos que até segunda teremos o aval positivo da justiça dando ganho de causa a empresa.

Como já foi falado, a TelexFree esta incomodando muitas empresas de Marketing Multinível no pais, hoje ela é a maior do segmento, e seu crescimento é exorbitante se considerar o pouco tempo de atividade. Essas ações Jurídicas só darão mais força para a empresa, pois em todas anteriores, a empresa obteve ganho de causa, comprovando a legalidade de suas atividades. Ninguém atira pedra em árvore que não da fruto. O que realmente é estranho é essa ação ser movida no ACRE, um dos estados onde a TelexFREE tem o menor numero de divulgadores (aproximadamente 70 mil) e possui uma uma carência de vôos regulares.

Veja o comunicado Oficial

Por força de decisão judicial proferida em 13 de junho de 2013, pela Juíza de Direito Thais Queiroz B. de Oliveira Abou Khalil, nos autos de Ação Cautelar Preparatória nº 0005669-76.2013.8.01.0001, ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Acre, em trâmite na 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco-AC, estão proibidas novas adesões à rede Telexfree, na condição de partner ou divulgador; estão vedados os recebimentos, pela Telexfree, de Fundos de Caução Retornáveis e Custos de Reserva de Posição; estão proibidas as vendas de kits de contas VOIP 99Telexfree nas modalidades ADCentral e ADCentral Family; estão proibidos os pagamentos, aos partners e divulgadores, de comissões, bonificações e quaisquer vantagens oriundas da rede Telexfree (decorrentes de vendas de contas VOIP 99 Telexfree, de novos cadastramentos, de postagens de anúncios, de formação de binários diretos ou indiretos, de royalties, de Team Builder, dentre outras porventura devidas); que o descumprimento a qualquer das determinações acima enseja o pagamento de multa de R$100.000,00 (cem mil reais) por cada novo cadastramento ou recadastramento e por cada pagamento indevido.

decisão judicial telexfree

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*


5 − = 2

2 Comments

  • Ola estou aqui para dizer que apoio a telexfree, até mesmo porque investi não só dinheiro mas a confiança nela . A telexfree esta de parabéns pelo desempenho de ir resolver essa situação judicial descabida , boa sorte vai dar tudo certo .

    • admin 1 ano ago

      É isso ai Renato. Vamos confiar no corpo jurídico da empresa. Isso só vai transparecer mais credibilidade e legalidade quanto as atividades.